segunda-feira, 29 de março de 2010

Livro de Cabeceira VI



"-Sabes? Há um mito antigo em que o amor de um casal de apaixonados consegue mover a terra. É de um rapaz e uma rapariga que gostam imenso um do outro, mas acontece alguma coisa, não sei bem o quê, e têm de se separar. Acho que o pai e os irmãos dela se metem entre eles.
- E o que aconteceu depois?
- Separam-nos e levam-no para uma ilha a que é impossível chegar, mesmo de barco. Mas o amor dele é muito forte, de tal maneira que a ilha, que está a muitíssimos quilómetros do continente, começa a aproximar-se desde até que, no fim, fica colada a ele. O amor deles os dois fez com que a ilha se movesse.
(...)
-Na antiguidade as pessoas acreditavam que o poder de uma pessoa que pensa noutra é incrivelmente forte, não te parece? - continuei. - Tão forte que consegue mover uma ilha. De certeza que houve um tempo em que as pessoas consideravam essa força como algo normal ou em que até elas mesmas a sentiam. Mas chegou a altura em que o homem deixou de usar esta força que tinha no seu interior."

Um Grito de Amor desde o Centro do Mundo, Kyoichi Katayama

5 comentários:

Catarina Silva disse...

que textinho giro mariana! :)
adoro a foto do layout fogo, não me canso de olhar pra ela -.-

beijos

Marília disse...

Amei, completamente :'D

Catarina? Bebé disse...

Não te sei dizer o quanto gostei disto. Não te sei dizer*

Anónimo disse...

Que liiindo!! :)

bjinhu [Bingoga]

Daniela Dias Teixeira disse...

empresta-me este! =)

Enviar um comentário